Prejuizo de estoque

Falta de controle no estoque é prejuízo na certa

/
11 de dezembro de 2020

Todo empresário, seja ele de qualquer segmento, já sabe: produtos em excesso encalhados no estoque ou a falta deles é sinônimo de prejuízo na certa. Primeiro porque empacam as vendas, segundo, acabam por gerar custos desnecessários com o armazenamento e em terceiro lugar, levam o cliente a buscar a concorrênciaAssim, ter o controle no estoque, um problema muito sério especialmente entre as pequenas e médias empresas, é fundamental para evitar dores de cabeça e gerar receita para o seu negócio.  

 

Deixar de vender por falta de controle no estoque, seja com produtos encalhados ou pela falta deles, gera perdas imensuráveis na lucratividade das empresas, o que acaba também por diminuir a competitividade delasEm tempos de economia em baixa e com a crescente concorrência, isso pode ser fatal para a sustentabilidade dos negócios. Mas para um bom controle no estoque dois fatores são essenciais: gestão de processos e tecnologia.  

 

Segundo a pesquisa Deloitte Global Powers of Retailing 2018, a transformação digital tem o poder de mudar a realidade do segmento em pouco tempo. Para isso, é preciso romper com a maneira tradicional de gestão e inserir ferramentas, como os coletores de dados, e métodos inovadores na operação e nas estratégias de negócios. 

 

Controle no estoque com coletores de dados 

 

Com equipamentos como os coletores de dados associados a um bom sistema de gestão é possível tratar o desafio do controle no estoque de maneira positiva. Equipar os times de recebimento de mercadorias e separação de pedidos com coletores de dados faz com que as empresas consigam ter um controle mais seguro da movimentação de mercadorias no estoque. Com isso, evita-se produtos em excesso ou a falta deles para o time de vendas.  

 

Com a utilização dos coletores de dados as empresas conseguem também potencializar a produtividade dos profissionais, controlar de maneira mais efetiva as datas de validade e o fluxo de mercadorias nos centros de distribuição. Eles são também fundamentais nos processos de inventário, que é responsável por fornecer informações sobre o tamanho do estoque (o que está disponível, em qual quantidade e em qual lugar do estoque, por exemplo). Sem o inventário, a gestão tem apenas estimativas do que deve estar em estoque. 

 

Falta de gestão gera descontrole no estoque 

 

Aliás, ao não dialogar com o setor de vendas, a gestão desconhece quais as previsões de demanda e pode solicitar uma compra maior ou menor do que o necessário. Para eliminar essa causa de excesso de estoque ou a falta de produtos, portanto, é indispensável manter uma comunicação integrada entre todos esses setores que influenciam diretamente a logística. Afinal, seu objetivo é vender e vender, não é mesmo, com qualidade e eficiência?!?! 

Deixe um comentario

Your email address will not be published.