Self-checkout: saiba mais sobre essa tendência

/
26 de maio de 2022

O self-checkout é uma tecnologia que pode ser implantada em lojas físicas, como mercados ou lojas e que tem por objetivo aprimorar e facilitar o pagamento do cliente.
Essa é uma forma de otimizar a experiência do consumidor, termo muito importante e muito falado nos últimos tempos.
Se você quer saber mais sobre essa tendência e como funciona um self-checkout, preparamos esse conteúdo para você! Confira!

O que é self-checkout

 

Em tradução livre, o self-checkout significa autopagamento. Como o próprio nome sugere, nesse modelo, o cliente é o responsável por escanear o produto, realizar o pagamento e embalar as próprias compras.
Ele substitui as frentes dos caixas e não necessita da ajuda de nenhum funcionário para realizar a operação.
A ideia surgiu nos Estados Unidos e, desde então, vem se espalhando por todo o mundo e é vista, cada vez mais, com bons olhos pelo consumidor.
O estudo The State of Self-Checkout Experiences, feito em 2021, mostrou que 85% dos consumidores americanos acham que os selfies-checkouts são mais rápidos do que as filas de caixa tradicionais.
Além disso, 60% desses consumidores afirmaram que escolheriam o self-checkout se o comércio oferecesse as duas opções.

Essa é uma das inovações propostas pelo Varejo 4.0, que é responsável por introduzir novas tecnologias nos processos de compra dos clientes. O objetivo é equilibrar as facilidades do mundo virtual com a realidade, oferecendo uma melhor experiência em toda a jornada de  compra do cliente.

 

O self-checkout no Brasil

 

Aqui no Brasil, o autoatendimento vem crescendo a cada ano. Atualmente, postos de self-checkout já podem ser encontrados em lojas de grandes marcas varejistas e supermercados. 

Quando questionados, os consumidores brasileiros também dizem gostar mais dos selfies-checkouts. É o que aponta o estudo Croma Marketing Solutions, publicado na revista Mercado & Consumo, que levantou que 60,4% dos brasileiros preferem os caixas de autoatendimento quando comparados com os caixas tradicionais. 

A tendência desses tipos de caixa cresceu durante a pandemia. Apenas em 2020, 175 mil equipamentos de self-checkout foram instalados nos supermercados brasileiros, o que significa um crescimento de 25%, quando comparado ao ano anterior. 

Dessas 175 mil, 55% delas são cashless, ou seja, não aceitam dinheiro como método de pagamento, apenas cartões. Esses dados são da empresa de consultoria RBR.

Além disso, de acordo com a mesma empresa, a tendência de caixas de autoatendimento não será apenas uma ação da pandemia. Isso porque eles estimam que em 2026, haverá mais de um milhão e meio de equipamentos de self-checkout em supermercados.

Os caixas de autoatendimento fazem parte das ações do chamado varejo frictionless, ou seja, varejo sem atrito, que tem como objetivo proporcionar aos clientes uma jornada de compra sem obstáculos. 

Além do self-checkout, o uso da inteligência artificial em lojas físicas, utilização de aplicativos como meio de compras e pagamentos pelo o celular são alguns outros exemplos de ações pensadas para o varejo sem atrito.

 

Como funciona o self-checkout?

 

Depois de entender melhor toda a ideia de um self-checkout, que tal saber como funciona essa tecnologia?

Em primeiro lugar, é importante entender que há vários tipos de tecnologia para self-checkout, sendo a mais tradicional a de caixa de autoatendimento.

Para realizar o atendimento em um caixa self-checkout, o cliente passa pelas seguintes etapas:

  • Passo 1: Após pegar as mercadorias normalmente no estabelecimento, o cliente se dirige ao ponto de pagamento.
  • Passo 2: Ele registra as mercadorias que comprou pelo código de barras do produto, como se estivesse passando no caixa tradicional. 
  • Passo 3: Os itens são exibidos em uma tela para conferência dos produtos e das quantidades.
  • Passo 4: Nessa mesma tela, é possível finalizar a compra e selecionar qual a forma de pagamento, geralmente débito, crédito, vale-refeição ou alimentação.
  • Passo 5: Após realizar o pagamento, é feita a emissão da nota fiscal e o cliente já pode levar as suas compras.

É importante lembrar que as interfaces dos selfies-checkouts são intuitivas, permitindo que o consumidor consiga fazer as suas compras de forma fácil, sem precisar da ajuda de um atendente. 

Além disso, muitos terminais de autoatendimento contam com câmera para fiscalização, garantindo a segurança do local e assegurando que nenhum produto seja roubado.

Gostou de aprender mais sobre o self-checkout? Então, nos siga em nossas redes sociais e acompanhe o nosso blog para ficar por dentro de novidades para o segmento de varejo.

E se você tem um pequeno negócio, conte com a Compex para equipar a sua loja de maneira segura, eficaz e tecnológica! Confira a nossa loja online!

Deixe um comentario

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.